Como ajudar na reinserção social do dependente químico?


Se você enfrenta problemas com vício em álcool ou drogas na família, certamente sabe bem quanto sofrimento é causado para todos os envolvidos. Durante a jornada de recuperação, um desafio é encontrado: a reinserção social do dependente químico.


Para que o indivíduo vença o vício, se restabeleça e recomece a sua vida, ele precisa de muito apoio. Isso inclui o suporte emocional da família, a assunção de novas responsabilidades e oportunidades - também no contexto profissional -, a adoção de novos hábitos para evitar recaídas e a ajuda de especialistas.


A desintoxicação é apenas uma parte do tratamento - tão importante quanto isso é a reinserção social. Nesse sentido, o isolamento não é a melhor forma de reintegrar o dependente em abstinência. Ao contrário, o ideal é que ele encontre apoio nos relacionamentos e no convívio com outras pessoas. É essencial que ele saiba que pode contar com aqueles que estão ao seu redor.


Nesse sentido, a família é um dos principais pilares para a recuperação do dependente químico, sendo corresponsável por seu tratamento e sua reinserção social. Quando as famílias estão dispostas e preparadas para enfrentar e melhorar a situação, o dependente pode encontrar uma faísca de motivação e sentir que as pessoas ao redor não desistiram dele.


O retorno ao mercado de trabalho também pode ser um recomeço para o dependente, a chance de uma vida nova. Além de poder começar a reescrever sua história e direcionar sua mente para novos projetos, com a oportunidade profissional o indivíduo cria novas conexões, assume responsabilidades e se vê em um ambiente totalmente diferente daquele que o mantinha preso às drogas.


Por fim, a possibilidade de recaída é um desafio que o dependente químico enfrentará durante o resto de sua vida.Para evitar que isso aconteça, o indivíduo em reabilitação precisa adotar hábitos sociais bem diferentes dos anteriores. Apoiar-se em relações construtivas e seguras e evitar locais e contatos que favoreçam o uso de álcool e drogas são algumas medidas de precaução. Contar com o acompanhamento de um especialista pode ajudar o dependente a vencer o vício e, a partir daí, construir uma nova vida.