Seis motivos para fazer terapia cognitivo comportamental.


Homem e mulher de mãos dadas. Ambos apresentam feição de felicidade e superação.

Hoje vamos falar sobre a Terapia Cognitivo Comportamental, conhecida pela sigla TCC. Embora tenha ganhado fama nos últimos tempos, foi criada nos anos 60, nos Estados Unidos, na Universidade da Pensilvânia, pelo psiquiatra norte-americano, Aaron Beck. Insatisfeito com os resultados da psicanálise em seus pacientes com diagnóstico de depressão, Beck elaborou seu próprio modelo cognitivo, com ênfase nos pensamentos e sua influência nas emoções e nos comportamentos.

 

Beck partiu do princípio que ao modificar um pensamento disfuncional ou distorcido sobre um fato, ele podia também mudar o comportamento da pessoa. Na TCC, os sentimentos são considerados consequências de um pensamento ou interpretação do evento e não da situação em si.

 

Vamos a um exemplo: uma pessoa está dirigindo e começa a cair uma tempestade. Essa pessoa é ansiosa e tem medo de ficar presa em enchentes. Ela começa a suar frio, seu batimento cardíaco acelera e ela decide parar o carro em algum lugar seguro até a chuva passar. Isso aconteceu porque essa pessoa tem uma crença – chuvas causam alagamentos. Essa crença gera um pensamento automático que leva a um sentimento de medo de ficar presa em uma enchente.

 

Embora exista a possibilidade dessa pessoa ficar presa em um alagamento, não é algo provável. Entretanto, essa crença faz com que ela sinta ansiedade e medo que a paralisa. Com isso, ela prefere perder um compromisso a enfrentar o seu medo, ou seja, continuar a dirigir. Nestes casos, a TCC pode ajudar a modificar esse pensamento disfuncional sobre enchentes e alagamentos e mudar consequentemente o tipo de comportamento que a pessoa terá quando se deparar com uma situação semelhante.

 

Quem pode fazer a TCC?

 

Qualquer pessoa pode fazer a TCC, seja como tratamento coadjuvante para a depressão, transtorno da ansiedade generalizada (TAG), estresse, fobias, dependência química, como também para dificuldades na vida profissional, acadêmica, amorosa e social.

 

Se você se identificou com a TCC, veja abaixo 6 motivos para tomar coragem e iniciar a sua terapia ainda em 2019:

 

1. Foco na alta: a TCC é uma terapia que tem começo, meio e fim. O foco do terapeuta é dar alta para o paciente assim que as questões levantadas na sessão inicial tenham sido resolvidas.

 

2. Melhora o autoconhecimento: Ao longo das sessões, o psicólogo irá ensinar técnicas que ajudam o paciente a lidar com várias situações cotidianas e auxiliá-lo a ser seu próprio “terapeuta”. Isso incentiva o autoconhecimento e melhora a autoconfiança.

 

3. Credibilidade: Para se ter uma ideia da importância da TCC, já foram feitos mais de 300 estudos científicos que validaram sua eficácia. A TCC é a psicoterapia mais bem estudada e muitas pesquisas já comprovaram que ela é efetiva no tratamento de diversos transtornos psiquiátricos, como a depressão e ansiedade.

 

4. Efeito duradouro e preventivo: Vários estudos já comprovaram que a TCC tem efeito mais duradouro e protetor contra recaídas de alguns transtornos, como depressão e ansiedade.

 

5. Resultados mais rápidos: Um dos principais benefícios da TCC é que os resultados são mais rápidos quando comparados com outros tipos de psicoterapia.

 

6. Participação ativa: Para o sucesso da TCC, a participação ativa do paciente é fundamental, incluindo diversas atividades que precisam ser feitas em casa, por exemplo.

 

Fonte: Blog Estar Saúde Mental